Vida

Maisie Williams quebra silêncio sobre infância traumática devido a relação tóxica com pai

O ícone da série “Game of Thrones” começou por ter uma relação complicada com o pai antes dos oito anos, de tal forma que isso acabou por dominar os anos mais alegres de uma criança.  


A atriz Maisie Williams revelou que teve uma infância “traumática” devido à relação conturbada e tóxica que tinha com o pai.

O relato na primeira pessoa ocorreu no episódio do podcast “The Diary of a CEO” do britânico Steven Bartlett, no qual Maisie aprofundou, em público, os problemas que experienciou na infância.

A atriz da série “Game of Thrones” começou por ter uma relação complicada com o pai antes dos oito anos, de tal forma que isso acabou por dominar os anos mais alegres de uma criança.  

"[Essa relação] consumiu realmente muito da minha infância. Desde que me lembro que tive dificuldades em dormir, e penso que não me apercebi de que muitas das coisas traumáticas que estavam a acontecer eram erradas", explicou a atriz.

Maisie Williams admitiu que se sentia alienada quando estava na presença de outras crianças, questionando-se sobre onde estaria a alegria que todos expressavam, mas que ela não conseguia sentir.

"Olhava à minha volta para as outras crianças e perguntava-me, 'porque é que elas não parecem compreender esta dor ou pavor ou medo? Onde está esta alegria - quando é que chega até mim?", recordou a atiz, hoje com 25 anos, acrescentando que, naquela altura, se comparava muito com as outras crianças.

Maisie Williams é a irmã mais nova de quatro filhos que a mãe Hilary Pitt Frances teve com o pai. Quando a atriz tinha apenas quatro meses, Hilary fugiu do marido. No entanto, a jovem não entrou em mais pormenores, uma vez que a sua história afeta também toda a família.

Ainda assim, a atriz explicou que alguns professores notavam problemas, ao perguntarem-lhe se tinha fome, nomeadamente se tinha comido o pequeno-almoço. A estrela da série da HBO disse, sem esconder as emoções, que contava a verdade aos professores, afirmando que ela e os irmãos nunca tomavam a primeira refeição do dia.

"Eles estavam a fazer as perguntas certas. Tinha tantas pessoas que me amavam e que se preocupavam tanto comigo, mas nunca me tinham feito as perguntas certas onde eu pudesse realmente dizer o que estava errado", afirmou.

Só com o passar dos anos, Maisie se apercebeu da má influência que o pai representava e foi capaz de se afastar do homem que deturpou a sua perceção paterna e familiar.

"Foi muito, muito difícil porque eu ainda queria lutar e dizer: 'Não! Estas coisas não são más! Estão a tentar afastar-me do meu pai e isso está errado! Porque eu estava, de certa forma, 'doutrinada'”, explicou.

Os comentários estão desactivados.