Desporto

Miguel Afonso suspenso de funções por acordo mútuo com Famalicão

A suspensão surge após as acusações de assédio sexual reveladas por jogadoras do Rio Ave, clube que treinou na época de 2020-21. 


O treinador Miguel Afonso foi suspenso por “mútuo acordo” pelo Famalicão, na sequência das acusações de assédio sexual reveladas por jogadoras do anterior clube que treinador, Rio Ave.

“O Futebol Clube Famalicão com o interesse máximo de salvaguardar os seus valores, as suas pessoas e o seu emblema, vem comunicar, face aos acontecimentos ocorridos no dia de ontem, a suspensão de funções, por mútuo acordo e com efeitos imediatos, do treinador Miguel Afonso até que a verdade dos factos seja apurada”, lê-se num comunicado divulgado pelo clube no site oficial.

O técnico Renato Lobo e restante equipa técnica irá assumir as funções de Miguel Afonso, anunciaram os famalicenses.

O emblema azul e amarelo assinalou que “não se revê em nenhuma atitude de teor abusivo ou de desigualdade de género” e mostrou “total disponibilidade a todas as partes envolvidas e às entidades competentes para coadjuvar no alcance da verdade”.

Miguel Afonso foi acusado, esta quinta-feira, por várias jogadoras do Rio Ave de assédio sexual. Os casos terão ocorrido na temporada 2020-21. O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) abriu processo disciplinar para apurar as circunstâncias.

Os casos foram expostos pelo Jornal Público, que adianta que Miguel Afonso começou a trocar mensagens íntimas com várias jovens entre os 18 e os 20 anos na pré-temporada de 2020-21, quando chegou ao clube para orientar a equipa recém-formada.

O treinador recusou comentar o caso, ao dizer ontem em declarações à CNN Portugal que "há algo de estranho aqui montado". 

Nas redes sociais, surgiram imagens de uma troca de mensagens entre o treinador e uma jogadora, na qual Miguel Afonso tentava explorar uma certa intimidade com a futebolista. 

"Esta miúda deixou de jogar futebol por causa deste homem e deste tipo de intimidação/assédio… é preciso dizer mais alguma coisa? Vamos continuar a fechar os olhos? [Futebol Clube de Famalicão] isto não foi suficiente para vocês afastarem o treinador e proteger o vosso clube e plantel?", escreveu Mariana Vaz Pinto, que se apresenta como Team Manager na rede social Twitter, na publicação onde partilha as imagens. 

Os comentários estão desactivados.