Sociedade

Federação Portuguesa de Futebol cria equipa para denúncias de assédio

Anúncio é feito após acusações de assédio sexual contra treinador Miguel Afonso. Já foram formalizadas várias queixas na FPF e na PJ.

Federação Portuguesa de Futebol cria equipa para denúncias de assédio

Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) instaurou esta sexta-feira um processo disciplinar, com caráter urgente, ao treinador Miguel Afonso

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que vai criar uma equipa especial para denúncias de assédio.

A equipa será constituída por membros do próprio Conselho de Disciplina e da Comissão de Instrução Disciplinar da FPF.

Sublinhe-se que o anúncio da criação da equipa especial é feito um dia depois de várias atletas do Rio Ave terem denunciado situações de assédio sexual por parte do então treinador da equipa feminina do clube, Miguel Afonso.

Várias jogadoras treinadas por Miguel Afonso formalizaram, através do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), também hoje, queixas por assédio sexual na Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e também na Polícia Judiciária (PJ).

As participações não dizem respeito apenas a jogadoras do plantel do Rio Ave, mas também de outros clubes orientados pelo referido treinador.

Os comentários estão desactivados.