Sociedade

MP acusa homem de 1.700 crimes de pornografia de menores

Arguido encontra-se em prisão preventiva.

MP acusa homem de 1.700 crimes de pornografia de menores

Um homem foi esta quinta-feira acusado pelo Ministério Público (MP) pela prática de mais de 1.700 filme sde pornografia de menores e de um crime de  importunação sexual agravado. O arguido encontra-se em prisão preventiva.

Em comunicado, “o arguido, pelo menos desde o início de 2015, utilizou o seu computador e outros suportes informáticos para procurar, alojar e transmitir a terceiros imagens e vídeos de cariz pornográfico envolvendo menores de idade”.

O crime de importunação sexual agravado, explica ainda a mesma nota, remete ao verão de 2021, quando o arguido se aproveitou do facto de “uma sobrinha por afinidade, então com 16 anos, estar a passar férias na sua residência, para a constranger a contacto de natureza sexual”.

A investigação foi dirigida pelo Ministério Público do Seixal, do DIAP da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.

Os comentários estão desactivados.