Economia

Primeiro-ministro seguro de que haverá acordo europeu para interligação ibérica

António Costa reuniu na sexta-feira com Olaf Scholz, chanceler alemão, e Pedro Sanchéz, primeiro-ministro espanhol, para falar do plano "MidCat"


António Costa mostrou este sábado estar convicto de que vai ser alcançado um acordo com os parceiros europeus de modo a concluir uma interligação energética com a Península Ibérica, podendo ter outro nome que não 'MidCat'.

"As reuniões estão a correr muito bem. Haverá acordo para uma interligação, e será em breve, mesmo que não se chame 'MidCat' e tendo outro nome", disse, em Berlim, o primeiro-ministro português à agência espanhola Efe, no final do congresso do Partido Socialista Europeu (PSE).

António Costa reuniu na sexta-feira com Olaf Scholz, chanceler alemão, e Pedro Sanchéz, primeiro-ministro espanhol, para falar do plano "MidCat", um projeto que tem como objetivo ligar e fazer o transporte de gás da Península Ibérica ao norte, que é apoiado por estes três países mas não por França, que considera não ser rentável e sublinha que é necessário apostar na energia verde. 

No final dessa reunião foi emitido um comunicado conjunto que ratificava o compromsso dos três líderes para a diversificação energética, embora sem mencionar esse gasoduto que atravessaria os Pirinéus, referindo-se apenas na declaração a "corredores de gás adequados para o transporte de hidrogénio verde".

 

Os comentários estão desactivados.