Vida

Passados 25 anos, Brendan Fraser pede desculpa pelo caos que causou com gravações do "George - O Rei da Selva"

O ator que encarnou a personagem principal de George, em 1997, recordou no Mil Valley Film Festival, que ocorreu na passada quinta-feira, na Califórnia, a gravação de uma cena que envolvia a sua personagem a salvar um paraquedista, retratado por um boneco, numa ponte. A rodagem aconteceu na ponte Oakland Bay e causou uma enorme fila de carros que se estendeu ao longo de mais de oito quilómetros.


Mais vale tarde do que nunca. Vinte e cinco anos depois das gravações do filme “George - O Rei da Selva”, Brendan Fraser pede desculpa pelo engarrafamento que paralisou totalmente o trânsito dos carros em São Francisco.

O ator que encarnou a personagem principal de George, em 1997, recordou no Mil Valley Film Festival, que ocorreu na passada quinta-feira, na Califórnia, a gravação de uma cena que envolvia a sua personagem a salvar um paraquedista, retratado por um boneco, numa ponte. A rodagem aconteceu na ponte Oakland Bay e causou uma enorme fila de carros que se estendeu ao longo de mais de oito quilómetros.

Os condutores acreditavam que o boneco se tratava de uma pessoa presa no cimo da ponte, o que provocou a paralisação do trânsito.

Brendan Fraser só se apercebeu do caos através da televisão, enquanto assistia o programa da Oprah Winfrey. "O meu camarim estava do outro lado, num parque de estacionamento. Lembro-me apenas de olhar para ponte”, disse sem evidenciar qualquer problema naquele momento.

“Eu tinha a televisão ligada, quando a 'Oprah' foi interrompida porque havia uma reportagem especial com helicópteros a dizer que um paraquedas estava pendurado na ponte”, contou, ao explicar que nesse momento retirou os olhos do ecrã para perceber que estava a ser a causa do problema.

"Portanto, dito isto, erro meu. Peço desculpa. Não voltará a acontecer", disse Fraser.

“George – O Rei da Selva” foi um êxito de vendas em 1997, sendo que a história continuou numa sequela em 2003. George, interpretado por Brendan Fraser, é um homem criado por macacos numa selva africana, que se apaixona por uma herdeira americana, interpretada por Leslie Mann, durante a sua digressão pelo Uganda. O filme gerou 180 milhões de dólares nas bilheteiras norte-americanas.

Os comentários estão desactivados.