Sociedade

Burlas. "Olá Pai" e "Olá Mãe" no Whatsapp chegam a Portugal

Burlões fazem-se passar por filhos, alegam ter perdido o telemóvel e pedem transferências MBWay para o novo contacto. Já há muitas denúncias. 


É um novo – mais um – modus operandi na tentativa de burla através do MBWay, agora através da rede Whatsapp. O burlão encontra um número de telemóvel aleatório e tenta a sua sorte: envia uma mensagem, intitula-se filho ou filha da pessoa em questão e diz que perdeu o telemóvel, pelo que o número através do qual envia a mensagem é novo. É exatamente neste primeiro contacto inicial que o burlão consegue perceber se a primeira jogada é certa ou não. 

Caso caia, a história continua: pede ajuda à mãe através de uma transferência MBWay. Quando a quantia é mais elevada a resistência é maior, mas quando se trata de quantias pequenas...

Pesquisando pelas redes sociais, encontram-se vários alertas sobre este tipo de burlas. Numa página do Facebook pode ler-se escreve: “Hoje enviaram-me uma mensagem para o Whatsapp, de um número que não conheço, dizendo que era o meu filho e que aquele era o seu novo número, porque o telefone havia se molhado”, escreve, acrescentando que ficou “de pé atrás” só “pela forma de escrever”.

Esta mãe perguntou se se tratava do Pedro e, consoante a resposta afirmativa, perguntou se estava em casa. Mais uma resposta afirmativa que lhe fez ter a certeza de que não seria o filho, uma vez que este se encontrava na escola. Ao dizer ao burlão que ia denunciar o caso às autoridades, foi imediatamente bloqueada. O caso não é único.

Através do Instagram, um outro utilizador alertou para esse caso. “Bom dia mãe! To a usar esse novo cartão, meu telemóvel avariou. Guarda esse novo contacto”. A mãe desse utilizador perguntou se era o Pedro ou a Ana e o burlão respondeu ser o Pedro.

Perguntando se o suposto filho podia ligar, o burlão respondeu apenas: “Precisava fazer um pagamento no valor de 450€. A minha conta está fora de trabalho por conta do telemóvel. Pode fazê-lo por mim?”, questiona, dando o número do NIB. Mais uma vez, não teve sorte. Foi o próprio filho da quase burlada a alertar para o assunto nas redes sociais. 

Questionada sobre o assunto, fonte da Polícia Judiciária (PJ) diz apenas ao i que o número de casos de burla tem aumentado e a forma como o fazem é cada vez mais diversificada.  

Se esta fraude está apenas agora a chegar a Portugal, não se sabe, mas a verdade é que já em dezembro do ano passado acontecia noutros países, como é o caso do Reino Unido. A revista britânica dedicada aos consumidores Which? detalhava nessa altura este novo método conhecido como “Hello mum” ou “Hello dad” (“olá mãe” ou “olá pai”).

Os comentários estão desactivados.