Politica

Parlamento desliga luzes da fachada e passa a pedir a deputados que usem transportes públicos

Despacho prevê várias medidas de poupança de energia.


O Parlamento vai desligar a iluminação da fachada durante a madrugada, já a partir desta quarta-feira, além de promover a utilização de transportes públicos por todos os funcionários, incluindo deputados, como parte da estratégia de poupança de energia.

Assim, a iluminação da fachada do Palácio de São Bento e do novo edifício do Parlamento vai ser desligada todos os dias depois da meia-noite, "com exceção dos holofotes que iluminam a bandeira nacional", segundo o despacho, citado pela agência Lusa.

As luzes das salas de reuniões e dos gabinetes dos deputados têm de estar desligadas quando estiverem vazias e o mesmo acontece com os ares condicionados.

Os ares condicionados têm de estar predefinidos para uma "temperatura máxima" de 25ºC, mínima de 20ºC "em condições de humidade entre 30% e 70%".

No despacho consta também a promoção do recurso a “transportes públicos nas deslocações pessoais (casa - trabalho - casa)”, mais espaço para bicicletas no parque de estacionamento e aumento dos carregadores para veículos elétricos.

Os comentários estão desactivados.