Desporto

Football for the Goals. Ao ataque pela defesa da sustentabilidade

A ONU e o mundo do futebol estão alinhados para atingir o desenvolvimento sustentável até 2030. A FPF é parte ativa.

Football for the Goals. Ao ataque pela defesa da sustentabilidade

DR  


Por João Sena

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) associou-se ao projeto Football For The Goals (Futebol pelos Objetivos), iniciativa que envolve a Organização das Nações Unidas (ONU) e as federações nacionais na promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A partir de agora, a entidade federativa compromete-se a defender e a implementar políticas alinhadas com os objetivos de sustentabilidade previstos pela ONU. A FPF passa a ter acesso a recursos, conteúdos e conhecimento especializado das Nações Unidas, e a oportunidade de colaborar, por meio desta iniciativa, em convocatórias, discussões e eventos ao lado dos 50 constituintes.

A iniciativa liderada e gerida pela ONU quer explorar o poder do futebol para aumentar a consciencialização sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, mas também para promover mudanças comportamentais e práticas sustentáveis na indústria do futebol. Este projeto incentiva a comunidade global a usar a sua notoriedade e poder de influência para influenciar a sociedade sobre os ODS e demonstrar como as práticas sustentáveis podem ser integradas em qualquer modelo de negócios, incluindo o desporto. 

Os participantes na Football For The Goals – confederações, federações, ligas e clubes, jogadores, associações de jogadores, grupos de adeptos organizados, bem como meios de comunicação social e parceiros comerciais – são convidados a tornarem-se agentes ativos da mudança, e devem levar para o mundo do futebol questões como: a sustentabilidade, igualdade de género, direitos humanos e ação climática, promovendo ações relacionadas com os objetivos globais estabelecidos até 2030.

Amina J. Mohammed, Secretária-Geral Adjunta das Nações Unidas, sublinhou a importância deste projeto “as Nações Unidas reconhecem a voz poderosa que o futebol possui na comunidade global e o papel que pode desempenhar na consciencialização sobre os ODS através da popularidade do jogo. O futebol não é só o desporto mais popular do mundo mas também o mais acessível. Todos os dias, milhões de pessoas praticam a modalidade, seja num campo improvisado, no pátio da escola ou num estádio enorme. É por isso que estamos entusiasmados e orgulhosos por lançar esta iniciativa”.

A UEFA foi o primeiro membro do projeto Football for the Goals. “Estou satisfeito por as Nações Unidas reconhecerem a voz poderosa que o futebol possui na comunidade global e o papel que podemos desempenhar na consciencialização sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável. A UEFA quer introduzir modelos empresariais e operacionais mais sustentáveis para a indústria do futebol” disse o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin.

Os comentários estão desactivados.