Economia

Altice Portugal vai aumentar preços da MEO a partir de fevereiro

Anacom pediu na semana passada às operações contenção de preços face ao aumento da inflação. 

Altice Portugal vai aumentar preços da MEO a partir de fevereiro

A Altice Portugal vai proceder à atualização dos preços a partir de fevereiro, sendo que os clientes que têm apenas voz fixa e os reformados com plano reformados estão excluídos deste aumento, disse à Lusa a presidente executiva. No entanto, de acordo com a empresa, o universo de clientes que apenas têm voz fixa e plano de reformados é de 100 mil.

A atualização de preços “está definida nos contratos com os nossos clientes”, que prevê que esta seja ajustada à taxa de inflação (IPC) no valor mínimo de 50 cêntimos. “Como a taxa de inflação tem sido muito baixa, no ano passado atualizámos só em 50 cêntimos”, adiantou a gestora.

Recorde-se que o Governo prevê uma taxa de inflação de 7,4% para este ano.

A garantia da operadora surge depois de a Anacom ter emitido, na sexta-feira, uma nota de recomendações aos operadores de telecomunicações para que “avaliem e mitiguem o impacto das revisões de preços sobre as famílias e melhorem as condições das ofertas”. 

Esta decisão da entidade liderada por João Cadete de Matos teve em conta o atual contexto de aumento das pressões inflacionistas em Portugal e o consequente aumento do custo de vida, atendendo aos níveis de pobreza no nosso país. E lembra que esta situação agrava-se ainda mais, “atendendo que, em Portugal, a proporção da despesa das famílias com serviços de comunicações, que são um serviço público essencial, é superior à média da UE”.  

Segundo o regulador, “existem razões económicas e sociais de relevo que deverão ser devidamente ponderadas pelas empresas do setor no âmbito de eventuais revisões dos preços dos serviços de comunicações eletrónicas a ocorrerem nos próximos meses. Além disso, acréscimos muito significativos dos preços são disruptivos para os consumidores pelo que variações abruptas das condições tarifárias deverão ser evitadas. Neste âmbito, assume também particular relevância a comunicação e informação aos consumidores de ofertas menos onerosas ou mais adequadas”, salientou. 

Os comentários estão desactivados.