Sociedade

Cinco mortos e 21 feridos graves em operação "Todos os Santos"

Ocorreram 1.199 acidentes que provocaram ainda 384 feridos ligeiros. 


A Guarda Nacional Republicana (GNR) avançou que morreram cinco pessoas e 21 ficaram feridas com gravidade e outras 384 sem gravidade nos 1.199 acidentes que se registaram durante a operação "Todos os Santos", que decorreu entre 28 de outubro e 1 de novembro. 

A autoridade informa que fiscalizou quase 30 mil condutores em todo o país e que foram realizdas "ações preventivas com o intuito de reduzir a sinistralidade rodoviária, dando especial atenção aos comportamentos dos condutores que coloquem em causa a sua segurança e a de terceiros”.

Segundo a nota divulgada, foram "fiscalizados 29.693 condutores e detetadas 5.902 contraordenações”, das quais 1.385 são "por excesso de velocidade, 598 por condução com uma taxa de álcool no sangue (TAS) superior ao permitido por lei, 242 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças e 165 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução”.

O objetivo da operação era "combater a criminalidade, reduzir a sinistralidade rodoviária e garantir o apoio e segurança de todos os condutores”.

 

Os comentários estão desactivados.