Sociedade

Europa corre risco de falta de gás no inverno de 2023 e 2024

Alerta chega da AIE. Atualmente reservas de gás estão a 95% no início do inverno de 2023. Esses valores deverão ter descido para 65%.

Europa corre risco de falta de gás no inverno de 2023 e 2024

A Europa corre o risco de ter falta de gás no inverno de 2023-2024, avisa a Agência Internacional de Energia (AIE), apelando aos governos de cada país para "agirem imediatamente" e reduzirem a procura.

Segundo os calculos da AIE, podem vir a faltar no inverno do próximo ano cerca de 30 mil milhões de metros cúbicos de gás, em caso de paragem total das entregas provenientes da Rússia e também devido à recuperação económica da China, que absorverá uma larga parte do gás natural liquefeito (GNL).

Atualmente as reservas de gás estão a 95%, mas no início do inverno de 2023, estarão apenas a 65%, salientou o diretor da agência de energia, criada pela OCDE.

“A 'almofada' garantida pelos atuais níveis de reserva, a redução recente nos preços de gás e as temperaturas amenas, ao contrário do que é habitual, não devem levar a conclusões demasiado otimistas quanto ao futuro", refere a AIE na análise.

Os comentários estão desactivados.