Economia

TAP. Tripulantes aprovam greve para 8 e 9 de dezembro

De acordo com o sindicato, o documento é considerado “ indigno e inqualificável” e convocou de imediato uma AG de emergência para definir mecanismos de protesto.

TAP. Tripulantes aprovam greve para 8 e 9 de dezembro

Os tripulantes da TAP aprovaram a convocação de uma greve para 8 e 9 de dezembro, em resposta à proposta do novo acordo apresentado pela transportadora. 

De acordo com o sindicato, o documento é considerado “ indigno e inqualificável” e convocou de imediato uma AG de emergência para definir mecanismos de protesto.

O SNPVAC considera que desde o primeiro momento procurou "a via do diálogo, para tentar solucionar os vários diferendos e entendimentos antagónicos que têm surgido por parte da empresa nos últimos tempos", argumentando que "ninguém pode acusar esta direção [sindical] de discursos incendiários, baseados em clichês populistas ou de sustentar as suas posições em meras demagogias, para satisfazer vontades momentâneas ou agendas pessoais".

"Chega de faltas de respeito, incoerências e ilegalidades", pode ler-se no comunicado aos associados.

Durante uma audição conjunta sobre a privatização da TAP na Comissão de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, em 12 de outubro, o presidente do SNPVAC já tinha afirmado que os trabalhadores querem "uma administração competente, transparente e com sensibilidade social, algo que ao longo dos últimos meses, semanas e dias não se tem verificado por parte" da atual gestão.

Sustentando que "a atual situação da TAP não advém de ser privada ou pública, houve foi incompetência", Ricardo Penarróias disse que, "nos 77 anos da historia da TAP, os erros foram uma constante" e assumiu-se preocupado por se repetirem "os mesmos erros do passado": "Uma privatização feita à pressa, em cima do joelho e sem ouvir os trabalhadores".

Os comentários estão desactivados.