Economia

Lucros dos CTT sobem 7,6% até setembro

No documento, o grupo adiantou que os seus gastos operacionais "totalizaram 619,8 milhões nos 9M22, um crescimento de 52,4 milhões de euros (+9,2%)" em relação a igual período do ano passado.

Lucros dos CTT sobem 7,6% até setembro

Os CTT registaram lucros atribuíveis a detentores de capital de 28,3 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, mais 7,6% do que o registado em igual período de 2021. 

Já o Banco CTT continuou a crescer, atingindo rendimentos operacionais de 90 milhões de euros “um aumento de 18 milhões de euros (+24,9%)” em termos homólogos, indicou o grupo.

Os CTT revelaram que "os títulos da dívida pública (Certificados de Aforro e Certificados do Tesouro Poupança Crescimento) apresentaram rendimentos de 19,8 milhões de euros nos 9M22, mais 2,1 milhões de euros (+12,2%)" face ao período homólogo.

No documento, o grupo adiantou que os seus gastos operacionais "totalizaram 619,8 milhões nos 9M22, um crescimento de 52,4 milhões de euros (+9,2%)" em relação a igual período do ano passado. Assim "os gastos com pessoal cresceram 4,2 milhões (+1,6%) face ao período homólogo, essencialmente na área de negócio de Correio e Outros (+4,2 milhões), devido à aquisição da NewSpring Services", sendo que "excluindo a alteração do perímetro de consolidação, estes gastos teriam diminuído 4,5 milhões de euros (-1,7%), em resultado das medidas de aumento de produtividade e foco na eficiência operacional".

Também os "gastos com fornecimentos e serviços externos aumentaram 14,1 milhões de euros (+6,0%) face ao período homólogo, quer pelo efeito inorgânico da aquisição da NewSpring Services" quer "pelo crescimento do negócio", incluindo "gastos diretos, impactados pelo efeito das eleições", pelas "parcerias" e "pelo material de apoio à venda", pelo "trabalho temporário" e "recursos físicos e tecnológicos".
 

Os comentários estão desactivados.