Desporto

Inglaterra. Dérbi de Londres aumenta a pressão

O Arsenal tem dado constantes provas de vida na Premier League, este fim de semana tem uma deslocação perigosa a casa do vizinho Chelsea.

Inglaterra. Dérbi de Londres aumenta a pressão

Por João Sena

O campeonato inglês continua intenso, vibrante e sem rumo definido. As jornadas passam, e continua tudo na mesma, isto é, o Arsenal lidera e o Manchester City está na cola, à espera de uma escorregadela da equipa de Mikel Arteta. No plano teórico, os ‘Gunners’ têm um jogo mais complicado frente ao Chelsea, do que o City tem ao receber em casa o Fulham treinado por Marco Silva. Mas na Premier League há sempre lugar a surpresas, pois todas as equipas jogam para vencer independentemente do lugar que ocupam na tabela. O atual Chelsea nada tem a ver com aquela equipa que colocava em sentido meia Europa do futebol. Nos últimos anos foi perdendo jogadores influentes e, consequência disso, também joga menos. Não quer isto dizer que o Arsenal tenha a vida facilitada, mas pela dinâmica demonstrada nas últimas jornadas vai ser um adversário difícil de vencer, até porque qualquer descuido pode significar a perda do primeiro lugar, pois a equipa de Pep Guardiola está apenas a dois pontos. 

Os atuais campeões ingleses registam por vitórias todos os jogos disputados em casa, pelo que a tarefa do Fulham, atual sétimo classificado, é de reconhecida dificuldade, mas Marco Silva tem um jeito especial para mostrar serviço nos grandes palcos para que ninguém se esqueça dele. Também Cristiano Ronaldo está desejoso de voltar a contar para o campeonato. Agora que a turbulência passou e o internacional português volta a ser opção para o treinador - o jogo da Liga Europa contra a Real Sociedad foi o terceiro jogo consecutivo que entrou de início - o Manchester United ganha assim um importante reforço na deslocação ao campo do Aston Villa. 

No campeonato espanhol, o Real Madrid empatou com o Girona na jornada anterior e deu nova vida ao Barcelona, que aproveita a competição interna para sarar feridas da frustrante participação na Liga dos Campeões. Os dois velhos rivais correm sozinhos para o título, já que o Atlético de Madrid está a uma distância (nove pontos) praticamente irrecuperável tendo em conta a péssima qualidade do futebol praticado pelos ‘colchoneros’.

Quem continua em alta é o Nápoles, que marca o ritmo na Serie A italiana. Este fim de semana vai jogar a casa da Atalanta, segunda classificada, com a certeza de que continua líder do campeonato qualquer que seja o resultado. Outro jogo para seguir com muita atenção coloca frente a frente a Roma e a Lazio. O dérbi da Cidade Eterna tem tudo para ser escaldante dentro e fora do relvado pela enorme rivalidade que existe e porque estão separadas por um ponto, a favor da equipa de José Mourinho. No pouco interessante campeonato francês, o PSG, mesmo sem algumas das suas vedetas, continua a somar triunfos folgados perante adversários que nem parece serem do mesmo campeonato. Com cinco pontos de avanço sobre o Lens, a equipa de Paris limita-se a cumprir calendário até à paragem para o Mundial.

Os comentários estão desactivados.