Politica

Ana Gomes destaca papel "decisivo" de Jerónimo de Sousa na 'Gerigonça'

Ana Gomes reforçou a ideia de que o PCP se enfiou" num "buraco" devido à sua posição quanto à guerra a Ucrânia, e espera que esta nova fase do partido –  com uma nova cara na liderança –  mude essa trajetória.


Ana Gomes, antiga eurodeputada, disse no domingo à noite que Jerónimo de Sousa – prestes a largar as ‘rédeas’ do PCP – foi “decisivo” para a ‘Gerigonça’ e espera que o novo secretário-geral dos comunistas, Paulo Raimundo, tenha a “sageza” de tirar o partido “do buraco em que se enfiou”, na sequência da sua posição sobre a guerra na Ucrânia.

"Eu acho que [Jerónimo de Sousa] teve um papel importante, não só nestes anos todos à frente do PCP, mas até no quebrar daquele tabu que havia de coligações à esquerda. Ele foi decisivo para que houvesse a 'Geringonça'", disse Ana Gomes, no seu espaço habitual de comentário de domingo à noite, na SIC Notícias. A socialista aproveitou ainda para deixar uma nota de “simpatia” e os “melhores desejos” a Jerónimo de Sousa: "Tudo de melhor para ele na sua nova vida, sem as funções de secretário-geral do PCP”.

Ana Gomes reforçou a ideia de que o PCP se enfiou" num "buraco" devido à sua posição quanto à guerra a Ucrânia, e espera que esta nova fase do partido –  com uma nova cara na liderança –  mude essa trajetória.

"Quanto ao novo secretário-geral, eu não o conheço de todo, como muitos portugueses, e só espero que tenha a capacidade, a sageza, de conseguir tirar o PCP do buraco em que se enfiou com a posição inacreditável e indefensável em relação à Ucrânia", defendeu.

Com 75 anos, Jerónimo de Sousa anunciou no sábado que os seus dias enquanto secretário-geral do PCP chegaram ao fim depois de 18 anos à frente dos comunistas, assim como o seu lugar de deputado, sendo Duarte Alves o nome mais provável para o substituir no parlamento.

Os comentários estão desactivados.