Sociedade

Homem de 30 anos encontrado morto no fundo de um poço de elevador no Martim Moniz

Era um conhecido toxicodependente da zona, não sendo visto há duas semanas.


A PSP e os bombeiros descobriram o cadáver de um homem, de 30 anos, num poço de elevador de um edifício no Martim Moniz, em Lisboa.

O homem, um conhecido toxicodependente da zona do Martim Moniz, não era visto há cerca de duas semanas e o alerta de uma amiga levou as autoridades a realizarem uma operação de buscas que resultou na descoberta do corpo, esta quarta-feira, segundo o Correio da Manhã.

O cadáver já estava em avançado estado de decomposição e, devido à dificuldade de acesso no local a operação para remover o corpo demorou mais de seis horas.

O homem estaria no prédio, fechado há mais de cinco anos, para furtar metais da estrutura do edifício, pois era assim que sustentava o seu vício, segundo o mesmo jornal. No entanto há suspeitas de que possa tratar-se de um homicídio.

A Polícia Judiciária está a investigar o caso e aguarda-se o resultado da autópsia, que ajudará a apurar as circunstâncias da morte do homem.

Os comentários estão desactivados.