Sociedade

Auto-proclamado vidente detido por suspeitas de violar uma menor durante desde 2019

Mãe da vítima acolheu detido e a sua companheira em casa há três anos. Homem ameaçava a menor com “algo de mau” que iria acontecer à família caso não acedesse às exigências sexuais.

Auto-proclamado vidente detido por suspeitas de violar uma menor durante desde 2019

Arguido e a sua companheira foram acolhidos pela mãe da vítima na sua residência, onde todos passaram a coabitar.

Um homem, que diz ser vidente, foi detido pela suspeita de abusar sexualmente, desde 2019, de uma rapariga de 14 anos, nas cidades do Porto e Vila Nova de Gaia.

“O arguido e a sua companheira, no ano de 2019, foram acolhidos pela mãe da vítima na sua residência, onde todos passaram a coabitar. Desde essa data, tendo a menor apenas 14 anos de idade, o arguido foi fazendo investidas de índole sexual sobre esta, que a constrangeram a praticar reiteradamente atos sexuais contra a sua vontade”, segundo comunicado da Polícia judiciária.

Os abusos sexuais eram cometidos sob ameaça de que se a jovem “não acedesse, algo de mau iria acontecer a si e à sua família, conseguindo assim satisfazer os seus intentos”.

O detido, de 54 anos não tem antecedentes criminais e vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

Os comentários estão desactivados.