Sociedade

Manifestantes da Marcha pelo Clima invadem Ordem dos Contabilistas

Ativistas pediam a demissão do ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, que se ecnotrava no edifício a ter uma reunião. 


Vários manifestantes da Marcha pelo Clima, que este sábado está a decorrer em Lisboa, invadaram a Ordem dos Contabilistas enquanto pediam a demissão do ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, que se encontrava no edifício a ter uma reunião. 

Enquanto entoavam "Fora Costa Silva, fora", vários ativistas foram retirados do edificídio pelas autoridades, dizendo, contudo que não abandonariam o local até Costa Silva sair. 

Foi depois criad um cordão de seguraça, por cerca de 20 elementos das forças de segurança, à volta da entrada do edifício, na Avenida Defensores de Chaves.

O mote da manifestação, que começou pelas 14h00 no Campo Pequeno, era "unir contra o fracasso climático" e o objetivo era que esta terminasse junto do Instituto Superior Técnico.

Recorde-se que o protesto foi convocado - por associações como a Climáximo, DiEM25, Scientist Rebellion Portugal, Zero e Greve Climática Estudantil - para a altura em que está a decorrer, no Egito, a 27.ª Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas.

De acordo com uma nota divulgada pelos organizadores, "a indústria dos combustíveis fósseis, com lucros recorde, está na base da crise climática", considerado que são sinais do "fracasso climático" fenómenos como as secas, inundações e os incêndios.

Durante esta semana seis escolas secundárias e faculdades em Lisboa foram ocupadas, numa ação organizada pela Greve Climática Estudantil, como objetivo de apelar ao fim dos combustíveis fósseis. 

Os comentários estão desactivados.