Internacional

Rishi Sunak critica ausência de Putin: "Percebe-se que Putin não se sinta capaz de se juntar a nós"

O apoio do Reino Unido à Ucrânia foi mais uma vez deixado claro pelo primeiro-ministro. 


Rishi Sunak, primeiro-ministro do Reino Unido, criticou esta terça-feira a ausência de Vladimir Putin, Presidente da Rússia, na Cimeira do G20, na Indonésia.  

"Percebe-se que Putin não se sinta capaz de se juntar a nós, aqui. Talvez se o tivesse feito pudéssemos tratar de resolver as coisas", disse Sunak, perante o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, na sessão de abertura da Cimeira do G20 que decorre em Bali, considerando a guerra na Ucrânia como “bárbara”.  

"É muito simples: os países não deveriam invadir os vizinhos, não deveriam atacar as infraestruturas civis e a população civil e não deveriam ameaçar com a escalada nuclear", acrescentou.  

Na sua visão, Moscovo "esmagou os dissidentes internos e revestiu-se de uma fachada para se justificar apenas através da violência" pelo que neste momento "enfrenta uma oposição global" pelas ações decidiu cometer. 

O apoio do Reino Unido à Ucrânia foi mais uma vez deixado claro pelo primeiro-ministro. 

Os comentários estão desactivados.