Internacional

Rússia acusada de enviar prisioneiros africanos para a guerra

“Putin está a enviar cidadãos africanos presos na Rússia para a guerra na Ucrânia", denunciou Oleg Nikolenko, o porta-voz da diplomacia ucraniana, através do Twitter.  

Rússia acusada de enviar prisioneiros africanos para a guerra

A Ucrânia acusou esta terça-feira a Rússia de enviar prisioneiros africanos no país para a frente de guerra depois que veio a público a morte de um estudante zambinano em combate que, alegadamente, cumpria pena numa prisão perto da capital russa. 

“Putin está a enviar cidadãos africanos presos na Rússia para a guerra na Ucrânia", denunciou Oleg Nikolenko, o porta-voz da diplomacia ucraniana, através do Twitter.  

 

 

Recorde-se que, na segunda-feira, a Zâmbia anunciou a morte de um dos seus cidadãos, Lemekhani Nathan Nyirenda, de 23 anos, "que morreu em 22 de setembro de 2022 na Ucrânia", enquanto deveria estar preso numa prisão na Rússia. 

O país pediu uma explicação à Rússia “sobre as circunstâncias em que um cidadão zambiano, que cumpria pena de prisão em Moscovo, poderia ter sido recrutado para lutar na Ucrânia e ter perdido a vida”.  

Os comentários estão desactivados.