Internacional

Grande parte do Irão sem internet

Três quartos das pessoas sem serviço


Segundo a NetBlocks, a entidade que monitoriza o acesso a serviços online em todo o mundo, não há internet para a maioria dos utilizadores em território iraniano. Isto acontece numa altura em que continuam os protestos pela morte de Masha Amini, a jovem que morreu depois de ter sido detida pela polícia por usar incorretamente o véu islâmico.

Sublinhe-se que o Irão também marcou a atualidade mundial depois de a seleção iraniana de futebol ter ficado em silêncio durante o hino no jogo frente a Inglaterra, como forma de protesto à opressão que se vive no país.

De acordo com uma ONG iraniana sediada em Oslo, já morreram pelo menos 342 pessoas desde o início dos protestos.

Os comentários estão desactivados.