Sociedade

Lote de comprimidos para o Parkinson retirados do mercado

Infarmed detetou impureza acima do limite aceitável. 

Lote de comprimidos para o Parkinson retirados do mercado

A autoridade nacional do medicamento (Infarmed) mandou esta terça-feira retirar do mercado um lote do medicamento Rasagilina toLife, para o tratamento da doença de Parkinson, por ter sido detetada uma impureza acima do limite aceitável.

Assim, de acordo com o site do Infarmed, "a empresa Towa Pharmaceutical, SA irá proceder à recolha voluntária do lote n.º T002, com a validade novembro de 2024, do medicamento Rasagilina toLife, 1 mg, comprimido, com os números de registo 5664750 e 5664768". 

Além disso, na sequência desta situação, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde determinou "a suspensão imediata" da comercialização deste lote.

O organismo pede às entidades que possuam este lote de medicamento em "stock" para não o venderem, dispensarem ou administrarem, devendo proceder à sua devolução. 

Já os doentes que estejam a usar medicamentos pertencentes a este lote, não devem interromper e "logo que possível, devem contactar o médico para substituir por outro lote ou um medicamento alternativo".

Os comentários estão desactivados.