Sociedade

Chefes e subchefes da urgência do Amadora-Sintra apresentam demissão

44 médicos assinaram a carta de demissão


Os chefes e subchefes do serviço de Urgência do Hospital Amadora-Sintra apresentaram a demissão esta terça-feira, numa carta escrita à diretora clínica do Hospital Fernando Fonseca (HFF), ao todo são 44 médicos, que consideram que o hospital "vive, uma vez mais, momentos de enorme dificuldade na nobre missão de prestar a melhor atividade assistencial à população que a ele recorre".

Os médicos salientam que o Inverno traz muita pressão hospitalar e que "as ausências de rumo e de estratégia que, face às dificuldades inerentes ao próprio SNS, permitiriam enfrentar os difíceis momentos que se avizinham com o melhor das capacidades do HFF e dos seus profissionais".

Para os 44 signatários da carta, a falta de condições de e de segurança para os doentes refletem-se no Serviço de Urgência.

Na passada segunda-feira, os chefes de equipa das urgências do Garcia de Orta também apresentaram a demissão.

Os comentários estão desactivados.