Sociedade

Pais e filha morrem em incêndio em Vila Real

Os filhos da mulher mais nova escaparam ilesos e estão a receber acompanhamento psicológico. 


Três pessoas morreram esta sexta-feira na sequência de um incêndio numa habitação em Sabrosa, no distrito de Vila Real. 

As vítimas são um casal de 74 e 80 anos e a filha, de 56. 

A informação foi avançada à agência Lusa por José Barros, comandante dos bombeiros daquela vila, que adiantou ainda que dois jovens, de 16 e 20 anos, conseguiram sair ilesos da habitação. 

O responsável explicou que quando os bombeiros chegaram à habitação, que descreveu como velha e com muito disponível, esta já tinha sido tomada pelas chamas. 

"Foi muito difícil entrar, estava uma temperatura enorme, muito fumo e tivemos que proceder a manobras de ventilação para criar condições para conseguirmos entrar, mas de nada adiantou", disse.

O comandante afirmou ainda que suspeita que as três vítimas tenham morrido devido à inalação de fumos, tendo as três sido encontradas no mesmo quarto. 

O incêndio, que terá começado num dos quartos daquela habitação, vai ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real, que foi chamada ao local. As suspeitas sobre a sua origem recaem sobre um "qualquer sistema de aquecimento".

"A combustão foi muito violenta e não conseguimos perceber exatamente o que é que foi, mas provavelmente uma braseira", referiu José Barros.

O alerta para o incêndio foi dado pelas 5h03 e foram mobilizados para o local 15 bombeiros com sete viaturas, a GNR com quatro militares e duas viaturas e ainda o INEM com dois operacionais e uma viatura.

No local, esteve ainda a Proteção Civil Municipal de Sabrosa, que está a dar apoio psicológico aos jovens que conseguiram sair da habitação e são filhos da vítima de 56 anos. 

 

 

 

Os comentários estão desactivados.