Politica

Parlamento aprova levantamento da imunidade de Inês de Sousa Real

Deputada do PAN vai responder por alegada difamação


A Assembleia da República aprovou esta sexta-feira o levantamento da imunidade da deputada do PAN, Inês de Sousa Real, que vai agora responder em tribunal a um processo de alegada difamação e será constituída arguida.

O levantamento da imunidade parlamentar só teve um voto contra, do PSD, os restantes partidos aprovaram.

Inês de Sousa Real, enviou uma nota à agência Lusa onde diz que a sua imunidade foi levantada “na sequência de um processo de alegada difamação por, a 6 de julho de 2020, no Jornal da Noite da TVI, ter referido que o veterinário Joaquim Grave, apesar de defender a tauromaquia, nas suas teses doutoramento reconhece que o touro sofre”, explica a deputada, acrescentado que devido a estas afirmações, Joaquim Grave a processou por alegada difamação.

A porta-voz do PAN, na mesma nota, fez saber que não concorda com o levantamento da sua imunidade parlamentar e diz mesmo que é “desprovido de qualquer razão de ser”.

Os comentários estão desactivados.