Sociedade

Morreu Fernando Pádua, o "médico do lacinho"

O “médico do lacinho”, como muitos o conheciam, morreu em casa, em Lisboa, esta manhã, tendo estado hospitalizado durante várias semanas devido a uma queda que sofreu recentemente.


Morreu, esta quinta-feira, Fernando Pádua, professor e médico cardiologista. A notícia foi confirmada pela Fundação Professor Fernando de Pádua. Tinha 95 anos.  

"É com enorme tristeza e consternação, que comunicamos a 'partida' do nosso muito querido professor! Deixou-nos hoje ao amanhecer. As palavras são poucas para agradecer o tanto que fez pelos Corações de todos nós! Lutou incansavelmente até ao fim dos seus dias para a melhor saúde a melhor qualidade de vida de cada um", pode ler-se na nota. 

Fernando Pádua, professor na Faculdade de Medicina de Lisboa, criou a Fundação Portuguesa de Cardiologia. 

O médico dedicou grande parte do seu trabalho a estudar e a divulgar hábitos de vida saudáveis e foi pioneiro na medicina preventiva em Portugal, como forma de melhorar o bem-estar e a saúde da população.  

O “médico do lacinho” como muitos o conheciam, também pela sua presença na comunicação social, morreu em casa, em Lisboa, esta manhã, tendo estado hospitalizado durante várias semanas devido a uma queda que sofreu recentemente. 

Os comentários estão desactivados.