Internacional

Ativistas climáticos bloqueiam túnel de Monte Branco

Manifestantes exigem fim da reabertura de minas de carvão.


O trânsito no monte alpino do Monte Branco, que liga França e Itália, foi esta sexta-feira cortado por um protesto dos apoiantes do grupo italiano de desobediência civil Ultima Generazione e do grupo francês Dernière Rénovation, de acordo com a agência Lusa.

O corte do trânsito nos dois extremos deste túnel que liga Chamonix, na Alta Saboia (França) e a Courmayeur, no vale de Aosta (Itália), foi uma forma que os manifestantes usaram para chamar à atenção para a crise climática.

O protesto começou às 12h30, hora local e os ativistas seguravam uma faixa onde se lia “Não ao Gás, Não ao Carvão”, o trânsito ficou interrompido durante cerca de uma hora.

A polícia teve de chamar o bombeiros para quebrar as correntes com que os manifestantes  se ligaram uns aos outros, antes de os retirar à força do extremo italiano do túnel.

O grupo italiano Ultima Generazione exige o fim imediato da reabertura de minas de carvão desativadas e o desmantelamento de novos projetos de perfuração para extração de gás em Itália.

 Os grupos UG e Dernière Rénovation fazem parte da rede A22 de grupos de desobediência civil relacionados com as alterações climáticas ativos em vários países, como o Just Stop Oil, no Reino Unido, o Stop Old Growth, no Canadá, e o Declare Emergency nos Estados Unidos.

Os comentários estão desactivados.