Economia

SURE. Portugal recebe 300 milhões de Bruxelas

Os apoios financeiros foram prestados na forma de empréstimos concedidos em condições particularmente favoráveis.

SURE. Portugal recebe 300 milhões de Bruxelas

A Comissão Europeia desembolsou 300 milhões de euros a Portugal, no quadro daquela que foi a última transação ao abrigo do programa temporário SURE, criado em 2020 para proteger postos de trabalho durante a pandemia. 

No total, foram efetuados mais de 6,5 mil milhões de euros, destinados a nove Estados-membros. Além de Portugal, a Bulgária recebeu 460 milhões de euros, Chipre 29 milhões de euros, a República Checa 2,5 mil milhões de euros, a Grécia 900 milhões de euros, a Croácia 550 milhões de euros, a Lituânia 142 milhões de euros, a Letónia 167 milhões de euros, a Polónia 1,5 mil milhões de euros, acrescentando que todos estes nove países já tinham recebido apoio financeiro ao abrigo do SURE, tratando-se estes desembolsos de “complementos”.

A Comissão lembra ainda que o instrumento SURE, que é extinto a 31 de dezembro, “ajudou com sucesso os Estados-membros a mitigar o impacto da pandemia em 2020 e apoiou a rápida recuperação em 2021”.

Recorde-se que a Comissão propôs este instrumento a 2 de abril de 2020, como parte da resposta inicial da UE à pandemia, tendo sido adotado pelo Conselho a 19 de maio, tornando-se disponível em setembro desse ano. Os apoios financeiros foram prestados na forma de empréstimos concedidos em condições particularmente favoráveis.

Os comentários estão desactivados.