Politica

PCP critica encerramento de maternidades

“O caminho é o de investimento e alargamento. O que precisamos não é de encerrar, é de alargar”, defendeu Paulo Raimundo.

PCP critica encerramento de maternidades

O secretário-geral do PCP criticou esta sexta-feira a possibilidade de encerramento de maternidades, considerando que o Governo tem de fazer “outra opção política” e investir no SNS e nas carreiras dos profissionais.

A opção foi colocada em cima da mesa pelo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS), em entrevista à RTP, na quinta-feira. Questionado sobre o encerramento de maternidades a partir de 2023, Paulo Raimundo respondeu que “o caminho não é o de encerramento de nada”.

“O caminho é o de investimento e alargamento. O que precisamos não é de encerrar, é de alargar”, defendeu.

Na ótica do dirigente comunista, o Governo e o CEO do SNS estão a perseguir um caminho de “acrescentar encerramentos a encerramentos” e “não há medida pontual que resolva essa questão”. Pelo contrário, o PCP diz que a solução passa pela contratação de mais profissionais e pela valorização das carreiras e dos salários para os fixar.

 

 

Os comentários estão desactivados.