Desporto

Premier League. ‘Gunners’ de pontaria certeira

O Arsenal defronta hoje o Newcastle, terceiro classificado. Se vencer, reforça a liderança e a candidatura ao título. Jogo grande em Londres.

Premier League. ‘Gunners’ de pontaria certeira

As equipas do topo da tabela passaram o tradicional “boxing day” de forma tranquila, e a única surpresa foi o empate do Tottenham (2-2) com o Brentford. Na jornada seguinte as coisas foram diferentes para o Manchester City, que se despediu de 2022 com um inesperado empate em casa (1-1) perante o Everton, e para o Newcastle, que empatou a zero com o Leeds no seu estádio. O Arsenal assistiu às desgraças alheias e reforçou a liderança da Premier League com vitórias claras sobre o Brighton (4-2) e West Ham (3-1), e passou a ter sete pontos de vantagem sobre o City, nove sobre o Newcastle e 11 para o Manchester United. Os ‘red devils’ levam quatro jogos seguidos a vencer e aproximaram-se dos lugares da frente, sem CR7, mas com muito Bruno Fernandes. O treinador do Arsenal, Mikel Arteta, desvaloriza a vantagem e disse: “Estou em Inglaterra há 20 anos e já vi de tudo. As coisas podem mudar rapidamente, por isso, esta vantagem não conta para nada. Fico contente quando chego ao balneário e vejo os jogadores a falarem sobre aquilo que podiam ter feito melhor. Esta atitude mostra que estão conscientes de que nada está garantido”. Já Pep Guardiola afirmou: “Não vencemos, mas fizemos um bom jogo. Perdemos cinco pontos em casa nos últimos dois jogos, assim é complicado”, reconheceu. E foi mais longe: “No momento em que sentir que algo anda mal, demito-me. Não ficarei em Inglaterra como Ferguson e Wenger”, disparou o treinador do Manchester City. O campeonato inglês é o mais difícil e competitivo do mundo, e, em janeiro, ninguém é campeão, mas a forma convincente como o Arsenal tem ultrapassado os adversários com um futebol de qualidade e ofensivo, tem a melhor defesa e o segundo melhor ataque da prova, colocam os ‘Gunners’ como principais favoritos à conquista do título. 

Jogos grandes em Londres A próxima jornada disputa-se a meio desta semana e com jogos escaldantes. O Arsenal recebe hoje o Newcastle, e a vitória dá-lhe mais força para chegar ao título, que foge desde 2003/04, e pode arruinar as aspirações dos ‘Magpies’ em conquistar a Premier League, esse é o principal objetivo dos novos donos do clube - o Newcastle foi adquirido, em 2021, por um fundo de investimentos saudita por 265,5 milhões de euros. Outro grande jogo está agendado para quinta-feira e coloca frente a frente o Chelsea e o Manchester City, mais uma prova de fogo para os campeões em título. Fora da discussão pelo título, o Manchester United tem vindo a recuperar pontos ao Tottenham na luta pela entrada direta na Liga dos Campeões na próxima época. A irregularidade de resultados torna a luta emocionante para os adeptos, mas a verdade é que o futebol praticado não convence os mais exigentes. O Liverpool abriu a jornada com a derrota (1-3) em casa do Brentford, a mesma equipa que tinha empatado com o Tottenham, e que agora está apenas a dois pontos dos ‘Reds’. Enquanto os grandes do futebol inglês andam a derrapar, o Fulham, treinado por Marco Silva, continua a jogar bem e a fazer uma época regular. Neste momento, encontra-se apenas a um ponto do acesso à Liga Europa, nada mal para quem ainda na época passada estava na segunda divisão. A atual classificação não tira o foco ao treinador: “Somos ambiciosos, mas também realistas. Não estamos em posição de mudar a meta traçada no início da época e que é garantir a manutenção. Temos de manter os pés bem assentes na terra e preparar bem o próximo jogo”, afirmou Marco Silva, que joga hoje na casa do Leicester.

Os comentários estão desactivados.