Internacional

Rússia acusa Ucrânia de ataque durante cessar-fogo: "os porcos não têm fé, nem um sentido inato de gratidão"

Recorde-se que o Presidente russo, Vladimir Putin, terá determinado um cessar-fogo na Ucrânia, durante as celebrações do Natal ortodoxo, nos dias 6 e 7 de janeiro, avança a AFP. 

Rússia acusa Ucrânia de ataque durante cessar-fogo: "os porcos não têm fé, nem um sentido inato de gratidão"

Moscovo acusou esta sexta-feira Kiev de ter atacado a cidade de Donetsk durante o cessar-fogo unilateral decretado pelo Presidente russo, Vladimir Putin, por ocasião do Natal ortodoxo, que começou às 9h00 de Lisboa. O antigo presidente e atual vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, considerou ainda que os “palhaços ucranianos” rejeitaram a “mão da misericórdia cristã”. 

“A mão da misericórdia cristã foi estendida aos ucranianos para o Grande Feriado [Natal ortodoxo]. Os seus líderes rejeitaram-na. Acho que a maioria dos nossos militares [...] exalou calmamente ao ouvir a recusa dos principais palhaços ucranianos do cessar-fogo no Natal. Menos problemas e astúcia”, disse o responsável, na rede social Telegram, acrescentando ser “uma pena para as pessoas que perderam a oportunidade de ir à Igreja”, atirando que “os porcos não têm fé, nem um sentido inato de gratidão”. 

Através da mesma rede social, o Centro Conjunto de Controlo e Coordenação de Assuntos Relacionados com Crimes de Guerra da Ucrânia (JCCC) referiu que o ataque àquela cidade, que se encontra sob domínio russo, foi realizado com artilharia e "foram disparados seis projéteis de 155 milímetros". Não se sabe se há vítimas mortais. 

Recorde-se que o Presidente russo, Vladimir Putin, terá determinado um cessar-fogo na Ucrânia, durante as celebrações do Natal ortodoxo, nos dias 6 e 7 de janeiro, avança a AFP. 

A decisão de Putin surge na sequência do pedido do patriarca da Igreja Ortodoxa Russa, divulgado na quinta-feira. 

 

Os comentários estão desactivados.