Brasil Presente

Lula, um homem de sorte

Lula fechou a semana em alta, com manifestações de solidariedade internas e externas. O baixo nível de Bolsonaro é igual a de parte de seus seguidores, o que explica a lamentável tarde na capital do país...

Lula, um homem de sorte

por Aristóteles Drummond

O Presidente Lula tem uma boa estrela, o que na política é importante. Quando começava a sofrer um prematuro desgaste logo na primeira semana, ele foi agraciado com as cenas insólitas de Brasília no domingo passado. Fechou a semana em alta, com manifestações de solidariedade internas e externas. O baixo nível de Bolsonaro é igual a de parte de seus seguidores, o que explica a lamentável tarde na capital do país. Um ato irresponsável e sem objetivo, que só serviu para desviar as atenções dos problemas enfrentados pelo novo Governo. Lula não vai ter maior proveito, pois seus partidários pecam pelo radicalismo e a semana foi de verdadeira caça às bruxas.

Um país relevante como o Brasil e com grupos políticos tão despreparados para a democracia plena! Mas o tempo é implacável e a economia pode agravar os problemas. Lula reagiu bem e a tempo, mas o Superior Tribunal exorbitou mais uma vez ao afastar o governador de Brasília, o que não está em suas atribuições. Quase dois mil presos sem necessidade pois identificados responderão a processos.

 

Variedades

• Logo que abertos os trabalhos legislativos, em fevereiro, a questão da legalização dos jogos no Brasil, em cassinos e apostas online, deve ser colocada para votação no Congresso. Bolsonaro deixou tudo pronto, mas evitou atritos com a bancada evangélica, que é contrária ao jogo. Entre as 20 maiores economias do mundo, só Brasil, Indonésia e Arábia Saudita não têm jogo. O projeto mais provável deve limitar cassinos em um por estado – as exceções seriam São Paulo, com três, Minas e Rio, cada um com dois, em função da população. Já os jogos online atualmente só os operados no exterior, que não pagam impostos no Brasil. O relator do projeto é da bancada governista.

• A via que circunda o Estádio Mário Filho, o Maracanã, no Rio, passou a ter o nome de ‘Avenida Rei Pelé’. Foi a primeira de muitas homenagens ao grande jogador.

• O jornalista Geraldo Samor, que edita o mais importante site de notícias económicas do Brasil, em editorial sugere que o Presidente Lula tome cuidado com bajuladores. Já o Estado de S. Paulo sugere que Lula considere a campanha eleitoral encerrada e governe sem dar prioridade à popularidade por ser difícil atender às demandas populares em curto prazo.

• Na primeira reunião do ministério, Lula foi claro ao advertir que não vai tolerar que discordâncias entre ministros vazem para as mídias. Já andou desmentindo algumas declarações precipitadas.

• Na área da saúde, foram revogadas normas que limitavam a prática do aborto na rede pública de saúde. Nenhuma reação da Igreja Católica.

• O tema da criação de uma moeda para os negócios entre países do Mercosul volta. O Brasil tem um quinto de suas exportações na região. A concordância será mais para atender interesses políticos do que económicos.

• Lula quer agendar para depois de março visitas aos EUA, Portugal e China. À Argentina será antes.

• A Nissan, que tem uma fábrica de motores e uma montadora no Rio de Janeiro, anunciou investimentos de 200 milhões de dólares nos próximos dois anos.

• A consagrada artista plástica Adriana Varejão está passando longa temporada em Lisboa, hoje com muitos intelectuais brasileiros, como o biógrafo Lyra Neto e o académico Joaquim Falcão.

 Rio de Janeiro, janeiro de 2023

Os comentários estão desactivados.