Internacional

Irlandês proibido de viajar com a easy jet por assédio em voo com destino a Faro

MacCullough fez comentários obscenos e deu uma palmada numa das nádegas da mulher.


Um Irlandês ficou proibido de viajar com a companhia aérea easy jet durante 10 anos, depois de assediar uma comissária de bordo num voo com destino a Faro.

O caso remonta a outubro de 2021, mas só agora chegou ao fim. O Sunday Life avança que para além não poder viajar com a companhia, o homem identificado como Sean MacCullough, de 55 anos, vai ficar 18 meses em liberdade condicional e registado durante cinco anos como criminoso sexual, para as autoridades irlandesas.

De acordo com o mesmo jornal, o irlandês admitiu, em tribunal, ter assediado a comissária da easy jet, enquanto procedia ao pagamento de bebidas alcoólicas a bordo.

MacCullough, que fez comentários obscenos e deu uma palmada numa das nádegas da mulher, disse estar "profundamente envergonhado" do seu comportamento, mas o juiz Oonagh Mullan reprovou a ação de Sean: "A jovem estava simplesmente a cumprir o seu trabalho. A forma como a abordou e se comportou com ela é absolutamente inaceitável".

Os comentários estão desactivados.