Internacional

Corpos das vítimas do acidente aéreo no Nepal começaram a ser devolvidos às famílias

Morreram 72 pessoas.

Corpos das vítimas do acidente aéreo no Nepal começaram a ser devolvidos às famílias

Começaram esta terça-feira a ser devolvidos às famílias os corpos das vítimas do acidente de avião no Nepal. 

Passaram dois dias desde que um avião, um bimotor ATR 72 pertencente à Yeti Airlines, que transportava 68 passageiros e quatro membros da tripulação se despenhou ao aproximar-se do aeroporto de Pokhara, não tendo sido encontrados sobreviventes. 

De acordo com fonte da polícia à agência noticiosa France-Presse (AFP) foram, até ao momento, recuperado 70 dos 72 corpos. 

Neste momento ainda são desconhecidas a causa deste acidente, que é o mais mortal no país em três décadas. Segundo as autoridades locais, o tempo estava ameno e sem vento no dia da queda do avião. 

Pokhara localiza-se a 200 quilómetros a oeste de Katmandu e é a porta de entrada para o circunto de Annapurna, um trilho de caminhada popular nos Himalaias.

O pior desastre aéreo do Nepal aconteceu em setembro de 1992, em que os 167 ocupantes de um Airbus A300 da Pakistan International Airlines morreram quando o avião se despenhou na aproximação a Katmandu.

Os comentários estão desactivados.