Sociedade

Portugueses entre os 17 detidos em sauna gay de Madrid

Suspeitos estão a ser indiciados por tráfico de droga. 


Há portugueses entre os 17 homens detidos, numa sauda gay em Madrid, Espanha. Os suspeitos estão indiciados por tráfico de droga. 

A operação ocorreu no dia de Ano Novo, contudo, apenas foi divulgada esta semana nas redes sociais da Polícia Nacional espanhola. 

As autoridades terão recebido a informação de que os festejos de réveillon da sauna "Paraíso", no bairro de Malasaña, em Madrid, estariam a ser usados para tráfico de droga.

Com os 17 suspeitos - portugueses, espanhóis, venezuelanos, brasileiros, libaneses, panamense e peruanos - foram encontradas várias doses de ecstasy, GHB, metanfetaminas, e pastilhas estimulantes.

Aquela mesma sauna já tinha sido alvo de anteriores operações policiais. 


 

Os comentários estão desactivados.