Internacional

Medvedev ameaça Ocidente e diz que derrota da Rússia "pode provocar uma guerra nuclear"

Ex-Presidente russo alerta contra o envio de mais armamento à Ucrânia e chama “foliões”, “atrasados mentais” e “miseráveis” a líderes dos países ocidentais.


O ex-Presidente russo Dmitri Medvedev deixou mais uma ameaça ao Ocidente, que envia armas para a Ucrânia.

"Na base da NATO em Ramstein (Alemanha) os grandes líderes discutem novas táticas e estratégicas, assim como o abastecimento de novas armas e sistemas de ataque à Ucrânia. Isto acontece depois do Fórum de Davos onde foliões 'atrasados mentais' repetiram como um mantra:'para se conseguir a paz, a Rússia deve perder'", começou por dizer.

"E a nenhum desses miseráveis lhes ocorre retirar uma conclusão elementar: a derrota de uma potência nuclear numa guerra convencional pode provocar uma guerra nuclear", acrescentou, em publicações no Telegram.

Mas as ameaças não ficaram por aqui, e o o vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia reiterou: "As potências nucleares não perdem os grandes conflitos de que dependem o seu próprio destino".

"Isto deveria ser óbvio para qualquer pessoa. Inclusivamente para um político ocidental que conserve, pelo menos, o mínimo rasgo de inteligência", declarou ainda.

Os comentários estão desactivados.