Sociedade

Graça Freitas admite que teve várias discordâncias com Marta Temido

De saída da liderança da DGS, Graça Freitas reconhece que nem sempre comunicou bem durante a pandemia.


Graça Freitas, admitiu que teve várias discordâncias com a ex-ministra da saúde Marta Temido durante a pandemia da covid-19.

Mas a ainda diretora-geral da Saúde, em entrevista ao Observador, fez questão de acrescentar que todas as divergências foram sempre ultrapassadas.

A pouco tempo de deixar a liderança da DGS, Graça Freitas reconheceu também que cometeu erros na pandemia e que nem sempre comunicou bem, mas sublinhou que tal "não foi feito com uma intenção dolosa".

Os comentários estão desactivados.