Politica

Aprovado levantamento da imunidade parlamentar de Mariana Mortágua

A votação teve os votos a favor do PS, do PSD, do Chega, da Inicitiava Liberal, do Livre e também do Bloco de Esquerda, sendo que o PAN se absteve e o PCP votou contra. 


A Assembleia da República aprovou, esta sexta-feira, em plenário, o levantamento da imunidade parlamento da bloquista Mariana Mortágua, para ser constituída arguida num processo por difamação que envolve o empresário Marco Galinha. 

O parecer da Comissão de Transparência e Estatuto dos Deputados já tinha sido aprovado por esta comissão numa reunião que ocorreu na terça-feira, tendo hoje os deputados confirmado o levantamento da imunidade parlamentar da deputada. 

A votação teve os votos a favor do PS, do PSD, do Chega, da Inicitiava Liberal, do Livre e também do Bloco de Esquerda, sendo que o PAN se absteve e o PCP votou contra. 

De acordo com fonte oficial do Bloco, o Ministério Público (MP) pediu o levantamento da imunidade parlamentar de Mariana Mortágua para esta pudesse ser constituída arguida num processo por difamação movido por Marco Galinha, líder da Global Media Group, detentora do Diário de Notícias (DN), Jornal de Notícias (JN) e TSF. 

Os factos ocorreram em março de 2022, quando a deputada acusou Marco Galinha de ter ligações a oligarcas russos.

 

Os comentários estão desactivados.