Internacional

Ex-ministro da Defesa nega participação em decreto que visava reverter eleições brasileiras

“Nunca aconteceu. Basta olhar todos que teriam que participar. Pura especulação", afirmou o ex-ministro de Bolsonaro.

Ex-ministro da Defesa nega participação em decreto que visava reverter eleições brasileiras

Walter Braga Netto, ex-ministro da Defesa do Brasil, negou qualquer envolvimento num projeto de decreto que poderia reverter o resultado das eleições presidenciais, que deram vitória a Lula da Silva, encontrado na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres. 

“Nunca aconteceu. Basta olhar para todos que teriam que participar. Pura especulação", afirmou o ex-ministro de Bolsonaro, citado pelo portal de notícias Metrópoles, que também foi candidato à vice-presidência em 2022 na candidatura liderada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro. 

Recorde-se que na semana passada as autoridades encontraram a minuta de um decreto que teria como objetivo reverter o resultado das eleições, na sequência da operação contra o ex-ministro Anderson Torres por alegada ligação aos ataques dos bolsonaristas, no dia 8 de janeiro.  

O ex-responsável é suspeito de omissão, uma vez que ocupou, por alguns dias, o cargo de secretário de Segurança do Distrito Federal e não faz nada para impedir a invasão.  

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aceitou, já esta semana, uma ação contra Braga Netto e o próprio Jair Bolsonaro, ex Presidente do Brasil, por alegado crime de abuso de poder económico durante as eleições presidenciais. 

 

Os comentários estão desactivados.