Sociedade

Condutora foge à GNR durante mais de 50 quilómetros

O jornal O Minho escreve que a perseguição começou quando uma patrulha da GNR, que efetuava uma operação de rotina em Barcelos, mandou parar a condutora, com a mulher a desobedecer à regra, fugindo.  

Condutora foge à GNR durante mais de 50 quilómetros

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve, no sábado, uma mulher que esteve a fugir às autoridades durante mais de 50 quilómetros, de Barcelos à Póvoa de Lanhoso, provocando danos em várias viaturas 

O jornal O Minho escreve que a perseguição começou quando uma patrulha da GNR, que efetuava uma operação de rotina em Barcelos, mandou parar a condutora, com a mulher a desobedecer à regra, fugindo.  

Pelo caminho, a mulher bateu em vários veículos - tanto de civis como da GNR, que a intercetou quando regressou a Braga, segundo o mesmo jornal, debaixo do chamado 'viaduto do RC6', a metros do Nó de Infias, em São Vicente. 

Os militares perceberam que a mulher estava "visivelmente descompensada" e transportaram-na até uma unidade hospitalar, acabando por ser internada no serviço de psiquiatria do Hospital de Braga. 

Os comentários estão desactivados.