Internacional

África do Sul declara-se "amiga" da Rússia em encontro com representantes dos dois países

Ministra envia recado sobre a "soberania" para decidir com quem estabelece relações.


A África do Sul deixou evidente, esta segunda-feira, a sua relação de proximidade com o Kremlin, ao ter-se declarado “amiga” da Rússia, num encontro entre os chefes da diplomacia dos dois países.

A manifestação de amizade foi feita pela ministra dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Naledi Pandor, durante um encontro com o seu homólogo russo, Serguei Lavrov, onde fez questão de salientar a "soberania" sul-africana para decidir com quem estabelece relações, enviando, assim, um recado ao países que criticam o país africano por não ter condenado publicamente a invasão russa da Ucrânia

De sublinhar ainda que na semana passada, Pretória anunciou a realização em fevereiro de exercícios navais conjuntos com as marinhas russa e chinesa.

A operação naval "faz parte de um programa de exercícios militares que as forças de defesa sul-africanas têm no âmbito de acordos com muitos países de todo o mundo", explicou a ministra, no âmbito da reunião de hoje com Lavrov.

Os comentários estão desactivados.