Internacional

Casal na índia atira filha para o esgoto para homem não perder emprego

 No Rajastão os candidatos a cargos do governo não podem ter mais de dois filhos, caso contrário não são elegíveis.

Casal na índia atira filha para o esgoto para homem não perder emprego

Um funcionário do governo do Rajastão, na índia, e a mulher atiraram a filha bebé de cinco meses para o esgoto para evitar a reforma obrigatória por ser o terceiro filho.

Naquele estado, os candidatos a cargos do governo não podem ter mais de dois filhos, caso contrário não são elegíveis.

O crime aconteceu no domingo e a polícia indiana explicou que Jhawarlal Meghwal, de 36 anos, estava à espera de ficar efetivo no local de trabalho.

O nascimento da bebé deixou o homem preocupado porque no Rajastão vigora uma lei desde 1994, que obriga o trabalhador a reformar-se após o nascimento do terceiro filho.

Os comentários estão desactivados.