Sociedade

Dois homens baleados após desavença

Ministério Público do DIAP de Lisboa e a PSP estão a investigar o caso.

Dois homens baleados após desavença

Um homem que está acusado de dois crimes de ofensa à integridade física qualificado e de um crime de detenção de arma proibida, ficou em prisão preventiva depois ser presente a primeiro interrogatório judicial pelo Ministério Público, no passado dia 23 de janeiro.

A Procuradoria-Geral Regional de Lisboa revelou em comunicado, esta quarta-feira, que o suspeito foi detido em flagrante delito.

"Resulta fortemente indicado dos factos que, no dia 21 de janeiro de 2023, na sequência de uma desavença, o arguido efetuou vários disparos que atingiram dois indivíduos", explica a nota.

De acordo com o comunicado, o arguido fugiu do local, "de imediato" e "desfez-se da arma que foi escondida pelo seu filho na casa de um familiar".

"Chamada ao local, a PSP deteve o arguido que tinha na sua posse invólucros e uma munição do mesmo calibre da arma", que foi "encontrada mais tarde, na referida casa de um familiar".

O Ministério Público do DIAP de Lisboa e a PSP estão a investigar o caso.

Os comentários estão desactivados.