Desporto

Pai de Djokovic junta-se a apoiantes de Putin

Srdjan Djokovic parece dizer “zivjeli Russiyani” ou “vida longa aos cidadãos russos” antes de partir.


Srdjan Djokovic, pai de Novak Djokovic, foi fotografado a posar para fotos com apoiantes de Vladimir Putin no Open da Austrália na noite de quarta-feira.

Quatro homens foram colocados para fora de Melbourne Park pela polícia de Victoria na quarta-feira, depois de terem slogans pró-Rússia e pró-Vladimir Putin nos degraus da Rod Laver Arena enquanto mostravam várias bandeiras russas, incluindo uma com o rosto de Putin.

Antes dos apoiantes pró-Kremlin serem retirados, Srdjan Djokovic  encontrou-se com fãs do lado de fora da Rod Laver Arena e tirou fotos com um espectador que usava uma camisa com o símbolo “Z” enquanto mostrava uma bandeira russa com uma grande foto do rosto do líder russo.

 

 

No vídeo, publicado pelo Aussie Cossack no YouTube, o pai de Djokovic parece dizer “zivjeli Russiyani” ou “vida longa aos cidadãos russos” antes de partir. “Zivjeli” significa “aplausos” em sérvio e croata, usado durante um brinde, e Russiyani significa cidadãos da Rússia.

O homem com quem Srdjan aparece, tem vestido uma camisa que também tem o logótipo do gangue russo de motoqueiros Night Wolves, e ele começa a sua mensagem de vídeo com uma saudação de Melbourne ao presidente internacional da gangue, Alexander Zaldostanov.

Zaldostanov é considerado um amigo pessoal de Putin que, foi também afetado pelas sanções da União Europeia no ano passado.

Isto aconteceu depois que a ATP proibiu as bandeiras russas no Open da Austrália após um incidente durante a partida da primeira ronda entre a ucraniana Kateryna Baindl e a russa Kamilla Rakhimova, quando os fãs apareceram com bandeiras russas.

Os comentários estão desactivados.