Economia

Investimento publicitário cresceu 21% para 1,3 mil milhões de euros

As empresas com presença em Portugal parecem estar a abrir os cordões à bolsa e a retomar o investimento em publicidade. De Janeiro a Março deste ano, o montante aplicado em publicidade aumentou 22,1% para um total de 1,3 mil milhões de euros, segundo um estudo da Carat para o SOL, com valores a preços de tabela.

Estes números invertem a tendência de queda que o sector vivia há pelo menos dois anos.

O aumento do budget para publicidade verificou-se em praticamente todos os meios analisados pela Carat, à excepção das plataformas exteriores, como por exemplo os outdoors e os mupis. Este segmento registou uma queda de 6,7%, para 64,4 milhões de euros.

Pelo contrário, a televisão foi o meio que captou mais investimento em publicidade. No primeiro trimestre do ano foram investidos neste segmento mais de mil milhões de euros, um aumento de 29,4% face ao mesmo período de 2013.

A televisão continua a ocupar a maior fatia do total do bolo do investimento publicitário em Portugal, com 74,3%. A imprensa ocupa o segundo lugar (9,5%), seguindo-se a internet (7%), o exterior (4,7%) e a rádio (4,1%).

O cinema continua a ter a fatia mais residual com 0,4%, apesar de ter registado um aumento de investimento publicitário de 10% para 5,2 milhões de euros.

A aposta das marcas em Portugal na imprensa traduziu-se num aumento de 0,6% para 128 milhões de euros. Já a procura pela rádio foi maior, tendo registado uma subida de 9,1% para 55 milhões.

Apesar de a internet ainda valer 7% do total do investimento em Portugal, este meio parece estar a despertar cada vez mais a atenção das empresas em Portugal. De acordo com o mesmo estudo, no primeiro trimestre do ano foram investimento 95 milhões de euros neste segmento, um aumento de 7% face a 2012.

sara.ribeiro@sol.pt