Desporto

Confusão na entrada para o jogo Benfica-Rio Ave

Os mais de 30 mil espectadores que, esta tarde, se deslocaram ao Jamor para assistir à final da Taça de Portugal entre Benfica e Rio Ave, tiveram problemas para entrar no recinto pela entrada principal do estádio.

Os adeptos tentaram forçar a barreira criada pela polícia, de forma a conseguirem entrar rapidamente no recinto. Segundo foi relatado pela RTP, algumas pessoas foram esmagadas e outras queixaram-se de falta de ar.

O jogo entre o Benfica e o Rio Ave começou às 17h15. Quinze minutos antes da partida, ainda estavam centenas de pessoas a tentar entrar no estádio.

PSP: 'SITUAÇÃO JÁ ESTÁ NORMALIZADA'

A Polícia de Segurança Pública (PSP) atribuiu hoje a "confusão" registada na porta da maratona para o Estádio Nacional, antes da final da Taça de Portugal de futebol, à deslocação tardia dos adeptos para esta zona.

"No que diz respeito à segurança pública, não houve ocorrências. Registámos apenas alguma confusão, junto à entrada da maratona, devido ao facto de os adeptos se terem dirigido para esta zona em cima da hora do jogo", afirmou o comissário Rui Costa, da PSP, em declarações à agência Lusa.

"Estes adeptos já estão dentro do estádio, a situação foi normalizada. Houve esse efeito de pressão, dada a enorme quantidade de pessoas que se precipitaram para esta zona, perto da hora do jogo, impedindo o funcionamento normal dos torniquetes, assim como os outros procedimentos habituais, como a revista", explicou o mesmo responsável policial.

Actualizada às 18h28

Lusa/SOL