Politica

Daniel Bessa chama terrorista a Sócrates

O ex-ministro da Economia e diirector-geral da Cotec, Daniel Bessa, comparou o antigo primeiro-ministro socialista José Sócrates aos piratas do ar que despenharam um avião contra o World Trade Center em Nova Iorque a 11 de Setembro de 2001.

Bessa falava numa conferência promovida pela Associação Portuguesa de Gestão e Engenharia Industrial (APGEI), onde defendeu o fim do IRC para facilitar o autofinanciamento das empresas.

Mas foram as palavras do economista, filiado no Partido Socialista, sobre José Sócrates, que marcaram a sua intervenção na conferência. Bessa comparou Sócrates ao “egípcio que tomou os comandos do Boeing e embateu nas torres gémeas”, afirmando que neste avião “estávamos todos nós, os 10 milhões de portugueses”.

Bessa afirmou que o embate foi deliberado, defendendo que Sócrates “poderia ter mudado a trajectória e evitado o desastre financeiro”.

Mas responsabilizou o então governador do Banco de Portugal, o também socialista Vítor Constâncio, pelo dito “desastre financeiro”, apelidando-o de “mentor” da política “terrorista” de Sócrates, que seria um mero “executante”.

“Proclamou endividai-vos até à morte”, disse, sem referir explicitamente o nome do antigo governador do BdP.