Economia

Banco UBS multado em 1,1 mil milhões de euros

O banco suíço UBS foi hoje acusado, em Paris, de fraude fiscal por alegadamente ajudar os seus clientes ricos em França a esconder o dinheiro na Suíça, revelou fonte judicial.

O banco, que já estava a ser investigado por solicitadoria ilegal de clientes em França, vai ter agora que pagar uma multa de 1,1 mil milhões de euros, adiantou a fonte à agência France Press.

O UBS é suspeito de fazer campanha ilegal junto dos clientes franceses por forma a ocultar capitais na Suíça.

A fonte referiu que a acusação relaciona-se com contas abertas na Suíça entre 2004 e 2012. A prova foi obtida mediante o testemunho de antigos empregados da UBS.

A ACP, a entidade reguladora do Banco de França, foi alertada para contas não declaradas entre 2002 e 2007.

Segundo a fonte, o valor da multa aplicada equivale a 42,6 por cento dos lucros da UBS obtidos pelo banco o ano passado.

A multa aplicada pelas entidades reguladoras da banca em Paris insere-se nas medidas repressivas contra a evasão fiscal.

Em comunicado emitido hoje, a UBS considerou a sanção aplicada "altamente politizada" e que, nos últimos anos, tudo fez para pôr um ponto final às suspeições levantadas.

Esta semana, o Credit Suisse anunciou que perdeu 700 milhões de francos suíços (cerca de 576 milhões de euros) no segundo trimestre do ano depois de pagar uma multa nos Estados Unidos de 2,6 mil milhões de dólares por evasão fiscal.

Lusa/SOL