Sociedade

Face Oculta: Armando Vara e Manuel Godinho condenados a prisão efectiva

Armando Vara, ex-dirigente socialista e antigo vice-presidente do BCP, foi condenado a cinco anos de prisão efectiva pelo Tribunal de Aveiro, e o advogado Paulo Penedos condenado a quatro anos de prisão igualmente efectiva.


Já o empresário Manuel Godinho, principal arguido do caso Face Oculta, condenado em cúmulo jurídico a 17 anos de prisão, incluindo o crime de tráfico de influência com Armando Vara e o empresário Lopes Barreira. Este último foi condenado a três anos e nove meses de prisão, mas a aplicação da pena é suspensa. 

“A pena podia ir até 87 anos”, disse o juiz-presidente, Raul Cordeiro, em relação a Manuel Godinho.

Também José Penedos, ex-presidente da REN, foi condenado a cinco anos de prisão efectiva, tal como Paiva Nunes, antigo administrador da EDP Imobiliária.

joaquim.gomes@sol.pt

felicia.cabrita@sol.pt